News

ESTUDO SOBRE FACTURA DA ÁGUA

Logo aq 255x191

AQUAPOR LANÇA FACTURA ÚNICA EM 14 MUNICIPIOS PARA FACILITAR LEITURAS

As famílias portuguesas compostas por 3 pessoas consome em média 10 m3 de água/mês, o correspondente a €20,39 , revela a Aquapor, num estudo finalizado esta semana num universo de 10 municípios e cujo principal objectivo é esclarecer o consumidor na desmontagem e interpretação de uma factura da água.

Segundo o estudo, a água representa, no total da factura, pouco mais de metade do seu total, ou seja 56%, sendo que os restantes 44% destinam-se ao saneamento (22%), à recolha do lixo (15%) e ao Estado (7%).

No que se refere somente aos custos das empresas de água, em média, apenas 44,2% dos gastos totais é que se destinam a cobrir os custos correntes de gestão, operação e manutenção dos sistemas de abastecimento de água e saneamento de águas residuais.

O Estado arrecada diretamente o IVA e, indiretamente, a TRH (Taxa de Recursos Hídricos a favos das ARH) e a TCQA (Taxa de Controlo da Qualidade da Água a favor da ERSAR).

O IVA, a 6%, incide sobre os Serviços de Água, Serviços de Saneamento quando prestados por concessionárias (as Câmaras Municipais não pagam) e sobre a TCQA.

Comparando o preço da água e do saneamento com outros serviços domésticos, a Aquapor sublinha que aqueles representam 7,9% do total dos custos que os portugueses têm com facturas de eletricidade, televisão, gás, telefone ou recolha do lixo.
A Aquapor, por reconhecer dificuldades na interpretação da factura da água, decidiu que a partir de Junho, as suas concessionárias irão apresentar pela primeira vez em Portugal uma ‘Factura Única’ em todos os 14 municípios seus clientes, que abrangem uma população de 730 mil habitantes.

A ‘Factura Única’ tem uma leitura facilitada e compreensível de toda a informação nela contida, porque apresenta todos os dados em ‘caixas temáticas’ que auxiliam a sua interpretação, nomeadamente, o acompanhamento do histórico dos consumos e dos preços da água.

O pagamento poderá ser feito através de transferência bancária, MB, Payshop, agentes de cobrança locais ou diretamente nas lojas das respectivas concessionárias.

A ‘Factura Única’ abrange os seguintes municípios: Alcanena, Azambuja, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Mortágua, Setúbal, Tábua, Alenquer, Batalha, Cascais, Gondomar, Sta Comba Dão, Tondela e Trancoso.

“Entendemos que esta é a melhor forma de esclarecermos o consumidor. Queremos também mostrar de uma forma transparente o papel das concessionárias, o que cobram pelo seu trabalho e, particularmente, o papel que desempenham no abastecimento às populações.”, afirma José Teixeira, Presidente da Aquapor.